Escudeiros

Távolas de Escudeiros

A “Ordem dos Escudeiros da Távola Redonda” é uma organização afiliada da Ordem DeMolay para jovens do sexo masculino de 08 anos a 12 anos incompletos, indicados por um escudeiro, DeMolay ou maçom.

A unidade da “Ordem dos Escudeiros da Távola Redonda” denomina-se “Castelo”. Um Castelo da Ordem dos Escudeiros é instituído por, no mínimo, 10 (dez) membros e é composto pelos seguintes oficiais:

  • Mestre Escudeiro;
  • 1º Escudeiro;
  • 2º Escudeiro;
  • Escrivão Escudeiro;
  • Tesoureiro Escudeiro;
  • Capelão Escudeiro;
  • Mestre de Cerimônias Escudeiro.

As reuniões de um Castelo devem durar, no máximo, 1 hora e, embora sejam secretas, podem contar com os pais dos escudeiros, além dos DeMolays e maçons.

Um Castelo é patrocinado por qualquer outra Organização Afiliada regular da Ordem DeMolay, devendo ser considerado como parte integrante desta. Para a fundação de uma Távola é necessário a ata de fundação do Corpo Patrocinador, e a solicitação do Grande Mestre Estadual da Carta Constitutiva ao Supremo Conselho.

Alguns objetos são utilizados na reunião da Távola:

  • 1 mesa redonda na cor azul, dividida em quatro quadrantes com linhas na cor amarela;
  • 4 malhetes;
  • 1 Espada;
  • 1 Bíblia;
  • 1 livro escolar;
  • 1 jóia para o Nobre Cavaleiro (idêntica a dos oficiais, porém maior);
  • 1 emblema da Ordem DeMolay, quando não estiver pintado no respectivo quadrante da Távola.

A vestimenta dos Escudeiros é a mesma adotada para os DeMolays, com exceção da gravata, que será Azul Royal, contendo o emblema da Ordem dos Escudeiros da Távola Redonda. Os paramentos dos oficiais será um colar de São Francisco na cor azul, com o emblema da Ordem dos Escudeiros da Távola Redonda.

Um DeMolay maior de 18 anos deverá ser eleito pelo corpo patrocinador para servir como Nobre Cavaleiro do Castelo pelo mandato de 1 ano. Um Maçom, membro do Conselho Consultivo, deverá ser escolhido pelo Conselho para servir como Consultor do Castelo.