GCESP está há 19 anos trabalhando incansavelmente por dias melhores

E O Grande Conselho Estadual da Ordem DeMolay do Estado de São Paulo está em festa. Hoje, dia 30 de janeiro, o GCESP comemora o seu 19º aniversário.

ENo dia 30 de janeiro de 1999, o Palácio Maçônico das Grandes Lojas do Estado de São Paulo foi o local escolhido para a fundação do nosso Grande Conselho Estadual. O anúncio foi feito pelo então Grão-Mestre da GLESP, o saudoso Santo Taricano.

Em entrevista ao Blog do GCESP, o atual Grande Mestre Estadual, Savério Marino, detalha como foi o processo da nossa constituição. “Muitas reuniões antecederam a fundação e, sem dúvidas, o processo não foi tão rápido. Muitos líderes de nosso Estado se empenharam incansavelmente neste trabalho que contou com o apoio inestimável da GLESP e do GOP e que culminou com a histórica reunião do dia 30 de janeiro de 1999, na sede da GLESP, onde os Grãos Mestres Salim Zugaib e Arnaldo Faria e as lideranças estaduais da Ordem DeMolay formalizaram a fundação do GCESP”, afirma o líder.

Desde então, muito trabalho foi feito. O Grande Conselho desempenhou um papel de suma importância para a fundação do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para República Federativa do Brasil, por exemplo. Mais do que isso. O pioneirismo na criação de eventos como o Conselho de Aprimoramento de Mestres Conselheiros (CONAMESCO), que incontestavelmente revolucionou a forma como os Mestres Conselheiros eleitos enxergam o seu cargo, e do Acampamento Preparatório para Ilustres Comendadores Cavaleiros (ACAMPI), que chegou na sua terceira edição neste ano, são projetos que nos deixam orgulhosos de todo empenho ao longo destas quase duas décadas.

Mesmo tendo sido criado há pouco tempo, para Savério, o nosso Grande Conselho Estadual já possui uma grande relevância na história da Ordem DeMolay no Brasil. “O GCESP foi a mola propulsora que estimulou a fundação de outros Grande Conselho Estaduais pelo Brasil a fora, mudando substancialmente a forma de administrar a Ordem DeMolay, que passou a partir dai a ter eleições para suas Diretorias, através dos votos do Mestre Conselheiro e do Presidente do Conselho Consultivo de cada capítulo”.

“Além disso, estabeleceu um tempo determinado para os mandatos das lideranças adulta e juvenil e adotou plena transparência na adoção de suas leis e formas de alteração das mesmas, tudo isso nos levou a ter a nossa amada Ordem organizada da forma que temos hoje no Brasil”, finaliza o Grande Mestre de São Paulo.

Lá se vão 19 anos de uma linda e frutífera história que com certeza não está nem próxima do fim. Sabemos que temos muito trabalho pela frente. Os desafios existem, não são poucos e nem pequenos, mas é sempre válido ressaltar o brilhante trabalho de iniciativas como o GCESP em prol de uma sociedade mais justa e igualitária.

O nosso terreno é fértil e dele, sem dúvidas, colhemos bons frutos.